Conecte-se conosco

Polícia

Suspeito de matar motorista de aplicativo é preso, em Goiânia; homem era sócio da vítima

Publicado

em

Segundo a polícia, José Alves Pereira era sócio da vítima em vários negócios

Suspeito de matar motorista de aplicativo em Goiânia é preso quando se preparava para fugir para o Tocantins (Foto: Divulgação/PC)

Na noite da última sexta-feira (10), foi preso, em flagrante, um homem de 46 anos que é suspeito de assassinar a tiros o motorista de aplicativo Emerson Ribeiro Póvoa, de 37 anos. José Alves Pereira era sócio da vítima em vários negócios e decidiu matá-lo após alguns desentendimentos. A prisão foi feita por agentes da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH).

Emerson Ribeiro foi encontrado morto com quatro perfurações provocadas por arma de fogo dentro do carro que usava para trabalhar como motorista de aplicativo na noite de quinta-feira (9). “Por se tratar de um motorista de aplicativo, nós montamos uma força-tarefa.

Durante toda a noite e madrugada seguinte ouvimos parentes e amigos, até que chegamos ao nome do suspeito agora preso, que, descobrimos, tinha sociedade com a vítima na compra e venda de gado, veículos, e em uma distribuidora de bebidas”, declarou o delegado Rilmo Braga, titular da DIH.

José Alves foi localizado em uma oficina na Vila Canaã, onde, segundo o delegado, estava arrumando o veículo com o qual confessou fugiria para o Tocantins. Em depoimento, ele confessou o crime e disse que comprou o revólver há pouco mais de dois meses, exatamente por ter discutido várias vezes com Emerson, em decorrência dos negócios que ambos mantinham em sociedade.

José Alves foi autuado por homicídio triplamente qualificado, e, se condenado, pode passar de seis até 20 anos na cadeia.

MAIS GOIÁS

Publicidades

Mais Lidas