Conecte-se conosco

Polícia

Seis são denunciados por envolvimento em latrocínio de motorista de app, em Goiânia

O crime aconteceu no dia 13 de outubro deste ano e vitimou o estudante de direito Carlos Augusto dos Santos Lopes, de 25 anos.

Foto: PM

O Ministério Público de Goiás (MP-GO), por intermédio da 62ª Promotoria de Justiça de Goiânia, denunciou seis pessoas por envolvimento em latrocínio de motorista de app, no Setor Recreio dos Bandeirantes, em Goiânia.

O crime aconteceu no dia 13 de outubro deste ano e vitimou o estudante de direito e motorista de app Carlos Augusto dos Santos Lopes, de 25 anos.

A denúncia foi assinada pelo promotor de Justiça Publius Lentulus Alves da Rocha e nela consta um pedido de encaminhamento de cópia do inquérito policial ao Juizado da Infância e da Juventude.

Isso porque deve ser instaurada uma ação socioeducativa contra uma adolescente, pela prática de ato infracional análogo a crime de favorecimento pessoal.

Foram denunciados por latrocínio e corrupção de menores: Carlos Duarte da Silva, Izabela Oliveira Adelardo e Ricardo Duarte da Silva; e por favorecimento pessoal e corrupção de menores: Clístenes Souza Freire, Johnathan Gomes de Morais e Marcos Aurélio Lopes Martins.

Ainda foi solicitado à Polícia Civil o fornecimento de endereços e qualificações dos envolvidos no crime, além dos laudos de pesquisa de impressões digitais no veículo da vítima, de confronto balístico da arma apreendida e do projétil de arma de fogo retirado do corpo da vítima.

Latrocínio de motorista de app, em Goiânia

O crime aconteceu no dia 13 de outubro deste ano, por volta de 20h46, na Rua FP 17, no Setor Recreio dos Bandeirantes, em Goiânia. Conforme a denúncia, Ricardo foi o mandante do crime e determinou que o irmão, Carlos Duarte da Silva, e a namorada, Izabela Oliveira Adelardo, fossem até um shopping da Região Noroeste de Goiânia e roubassem um carro de aplicativo.

No local, os dois solicitaram a corrida até o Recreio dos Bandeirantes e foram atendidos por Carlos Augusto. Quando estavam passando pela FP-17, Izabela tirou o revólver da bolsa e entregou para Carlos Duarte, que apontou para a vítima e anunciou o assalto.

O motorista se assustou e colocou a mão na arma, momento que foi alvejado duas vezes pelo criminoso. Diante disso, os dois fugiram do local e a jovem foi para a casa da avó, onde escondeu a arma.

O mandante do crime, Ricardo, estava escondido na casa de Marcos Aurélio esperando o desfecho da ação criminosa. Ao saber do ocorrido, uma adolescente chamou Clístenes Freire para buscar Marco Aurélio para ir até o local e dar sumiço no revólver. Entretanto, a tarefa de pegar a arma foi dada a Johnathan de Morais.

Após as diligências, a Polícia Militar conseguiu localizar e prender Izabela, além de obter as informações do crime e das pessoas envolvidas.

Fonte: Dia Online

--Publicidade--

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

Publicidades

AO VIVO: LULA SAI DA PRISÃO

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal da Época | Todos os Direitos Reservados