Conecte-se conosco

cidades

De acordo com proposta do novo Pacto Federativo, municípios próximos a Inhumas, poderão deixar de existir. Entre eles: Damolândia; Brazabrantes; Araçu e Santa Rosa de Goiás

Imagem mostra a cidade de Damolândia, que poderá deixar de existir, se novo Pacto Federativo for aprovado. (Foto: reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro juntamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes apresenta Proposta de Emenda à Constituição (PEC) ao Congresso Nacional, que visa reformular o Pacto Federativo do Brasil.

Uma das propostas prevê a redução do número de municípios, incorporando aqueles com menos de  5 mil habitantes e com arrecadação própria menos que 10%, a outros próximos.

Em Goiás, que atualmente tem 246 municípios, pela proposta, perderá em torno de 94, e ficará com 152.  O governo deve usar dados do IBGE para definição de quais municípios  deixarão de existir.

Pelo menos três municípios que fazem divisa com o município de Inhumas, se enquadram na nova reformulação do Pacto Federativo, e poderão deixar de existir. São eles: Damolândia, com 2.923 habitantes; Brazabrantes, com 3.659 habitantes e  Araçu, com 3.560 habitantes e a tendência é que se unam ao município de Inhumas.

O município de Santa Rosa de Goiás, com 2.388 habitantes tende a se unir com Petrolina de Goiás.

Na lista, ainda temos Avelinópolis, com 2.425 habitantes; Taquaral de Goiás, com 3.537 habitantes;  Ouro Verde de Goiás, com 3.797 habitantes e Itaguari, com 4.676 habitantes.

Questionado sobre a medida ser um dos pontos para desidratação do pacto federativo, devido à impopularidade do tema nas vésperas das eleições municipais de 2020, o ministro Paulo Guedes afirmou que é um tema que o Congresso terá que discutir.

 

 

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

Publicidades

AO VIVO: LULA SAI DA PRISÃO

Mais Lidas

Copyright © 2019 Portal da Época | Todos os Direitos Reservados