Conecte-se conosco

Geral

Incêndio atinge parque ecológico em área urbana do Distrito Federal

Avatar

Publicado

em

CBMDF/Divulgação

Há mais de 100 dias sem chuvas, o Distrito Federal registra altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar, condições que facilitam que o fogo se espalhe rapidamente.

Ao menos 12 bombeiros e duas viaturas foram mobilizados para apagar as chamas no parque de 95 hectares criado em 2000 para proteger parte da flora e fauna nativas, áreas de nascente e recargas de aquíferos, como o córrego de Águas Claras, que nasce na região e abastece o Lago Paranoá.

Segundo o Brasília Ambiental, “existem suspeitas que o incêndio foi iniciado após rituais religiosos”. Em nota, o órgão informa que solicitou perícia técnica para fazer a apuração.

Até as 13h, o Corpo de Bombeiros recebeu ao menos 45 chamados relacionados a incêndios em vegetação em todo o Distrito Federal. Segundo o tenente Marcelo de Abreu, do Serviço Operacional de Informação Pública (Soinp), a ocorrência mais significante é a registrada no Parque Ecológico Águas Claras, não necessariamente por suas dimensões, mas porque a unidade de conservação fica em uma área urbana, densamente habitada. Segundo a Administração Regional de Águas Claras, em 2016 havia cerca de 148 mil pessoas morando na região.

Fiscalização

O Brasília Ambiental divulgou nota informando que, devido às condições climáticas, está intensificando a fiscalização nas unidades de conservação e áreas próximas para conscientizar a população sobre os riscos de incêndios. Auditores fiscais estão utilizando drones para detectar eventuais irregularidades que podem ser punidas com advertência e multa.

“Nesse período de estiagem é preciso que a população redobre a atenção, pois além dos danos irreparáveis à fauna e à flora, os incêndios florestais prejudicam a saúde de todos. Após iniciado, o fogo se torna imprevisível e pode se alastrar facilmente”, explica o superintendente de Fiscalização, Auditoria e Monitoramento do instituto, Humberto Valli.

O instituto também lembra que é crime atear fogo em lixo, entulhos ou podas de vegetação. A não observância pode ser punida com pena de reclusão de dois a quatro anos ou multas que podem chegar a R$ 100 mil por hectare ou fração, caso atinja unidades de conservação, parques e outras áreas ambientalmente sensíveis.

Fonte: Agência Brasil

Geral

Prefeitura de Itaberaí suspende auxílio do transporte universitário. ‘Nosso sonho de fazer faculdade acaba que vai por água abaixo’

Avatar

Publicado

em

A Prefeitura de Itaberaí publicou um decreto no qual suspende o benefício destinado à estudantes. O benefício era utilizado para universitários que residem em Itaberaí, mas que estudam em cidades vizinhas como: Inhumas e Goiânia.

O mesmo era concedido desde 2014, através de uma lei. O auxílio variava de R$ 75,00 a R$120,00, e para receber era necessário comprovar renda mínima de até 02 salários, além de colaborar em horas de trabalho voluntário ou doações de sangue.

Com a nova realidade da cidade, muita gente não poderá realizar o sonho de concluir o ensino superior.

De acordo com Gustavo Moreira: “ Nosso sonho de fazer faculdade, acaba que vai por água abaixo, sabendo que já temos que desembolsar nossa mensalidade que não é barata, e ainda pagar por completo o transporte, ai de repente o município, que já é de tradição ajudar, fala que não vai poder ajudar. O que vai acontecer? As pessoas vão ter que cancelar a faculdade”, afirma.

Entramos em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, nos informando que a medida foi tomada de acordo com um ofício do Tribunal de Contas, no qual aponta que o município está com despesa total de pessoal acima do limite legal.

Esperamos um bom senso por parte de nossos administradores, com um olhar diferenciado para EDUCAÇÃO, que é parte primordial do desenvolvimento de nossa cidade, e que gastos com pessoal sejam entendidos como folha de pagamento e não como auxílio aos nossos universitários.

Fonte: Portal Itaberaí

Continue lendo

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

Publicidades

Posts recentes

Destaques