Conecte-se conosco

Geral

Idosa morta pelo filho em Taguatinga é enterrada no DF; filho está preso

Avatar

Publicado

em

Idosa morta pelo filho em Taguatinga é enterrada no DF — Foto: Afonso Ferreira/G1

Segundo a Polícia Civil, a idosa foi morta com golpes na cabeça, dentro de casa. O filho dela, Sidevan dos Santos Vasconcelos, de 37 anos, confessou o crime que foi registrado como feminicídio

De acordo com a Polícia Civil, depois de matar a mãe, ele pediu para que um primo avisasse o Instituto Médico Legal (IML).

“Liga pro IML que eu matei minha mãe.”

Até a publicação desta reportagem, Sidevan dos Santos Vasconcelos permanecia preso na carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE). Parentes e vizinhos disseram que ele tem problemas psicológicos.

O crime

O crime foi registrado na 12ª de Polícia de Taguatinga, como feminicídio. Segundo a ocorrência, assassinato ocorreu na QNL 28, onde moravam mãe e filho.

De acordo com a Polícia Civil, militares faziam o patrulhamento na quadra quando foram avisados sobre o crime. Os policiais encontraram Sidevan caminhando próximo do local.

Os PMs disseram que, ao ser abordado, o suspeito não falava “coisa com coisa”. No entanto, Sidevan levou os militares até o enderenço onde vivia com a mãe, mas a idosa já estava morta.

Vítimas de feminicídio em 2019 no DF

G1 acompanha os casos de feminicídio registrados no DF desde o início do ano. Até a publicação desta reportagem, as seguintes mulheres foram vítimas do crime:

Geral

Prefeitura de Itaberaí suspende auxílio do transporte universitário. ‘Nosso sonho de fazer faculdade acaba que vai por água abaixo’

Avatar

Publicado

em

A Prefeitura de Itaberaí publicou um decreto no qual suspende o benefício destinado à estudantes. O benefício era utilizado para universitários que residem em Itaberaí, mas que estudam em cidades vizinhas como: Inhumas e Goiânia.

O mesmo era concedido desde 2014, através de uma lei. O auxílio variava de R$ 75,00 a R$120,00, e para receber era necessário comprovar renda mínima de até 02 salários, além de colaborar em horas de trabalho voluntário ou doações de sangue.

Com a nova realidade da cidade, muita gente não poderá realizar o sonho de concluir o ensino superior.

De acordo com Gustavo Moreira: “ Nosso sonho de fazer faculdade, acaba que vai por água abaixo, sabendo que já temos que desembolsar nossa mensalidade que não é barata, e ainda pagar por completo o transporte, ai de repente o município, que já é de tradição ajudar, fala que não vai poder ajudar. O que vai acontecer? As pessoas vão ter que cancelar a faculdade”, afirma.

Entramos em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, nos informando que a medida foi tomada de acordo com um ofício do Tribunal de Contas, no qual aponta que o município está com despesa total de pessoal acima do limite legal.

Esperamos um bom senso por parte de nossos administradores, com um olhar diferenciado para EDUCAÇÃO, que é parte primordial do desenvolvimento de nossa cidade, e que gastos com pessoal sejam entendidos como folha de pagamento e não como auxílio aos nossos universitários.

Fonte: Portal Itaberaí

Continue lendo

Estatísticas do Google Analytics

gerado por GADWP 

Publicidades

Posts recentes

Destaques