Últimas Notícias
Home / Destaque / Caminhoneiro reconhece bandidos que o fizeram de refém em canavial de Itaberaí

Caminhoneiro reconhece bandidos que o fizeram de refém em canavial de Itaberaí

Uma denúncia recebida pela Polícia Militar (PM) na noite da última quinta-feira (6/6), levou a equipe policial a um endereço no município de Goianira, região metropolitana de Goiânia, onde foram presos dois suspeitos portando armas ilegalmente.

Eles foram reconhecidos por um caminhoneiro que foi vítima dos bandidos em Itaberaí. O homem foi feito de refém em um canavial da região durante uma tentativa de roubo de carga.

De acordo com a Polícia Militar, a denúncia se referia a uma residência na Av. T-4 no Jardim Imperial, em Goianira, onde havia uma movimentação suspeita. A suspeita dos policiais é de que ali funcionaria um ponto de venda drogas.

No local, a polícia encontrou Felipe Rodrigues Procópio, com passagem por roubo; Itallo do Nascimento Borges, com passagem pelo crime de posse de drogas; Caio Monteiro Ribeiro Machado, com várias passagens por roubo e furto e Wagner Ferreira da Silva, também com passagens por roubo e posse de drogas.

Em posse das informações colhidas sobre os suspeitos, um motorista da empresa brasileira de cigarros Souza Cruz identificou dois dos suspeitos como seus sequestradores. Ocorre que no dia 4 de junho deste ano, o motorista, que levava uma carga de cigarros, foi abordado pelos bandidos no município de Itaberaí, interior de Goiás, e levado à força para um canavial, onde foi feito de refém.

Na ocasião, o motorista foi abandonado no canavial pelos bandidos, que levaram todos os seus pertences. 

Fonte: Diaonline

Sobre Eduardo de Carvalho

Avatar
Eduardo de Carvalho é diretor geral do Portal da Época.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.