Últimas Notícias
Home / Destaque / Advogado é condenado por mandar incendiar Fórum de Itaberaí, GO

Advogado é condenado por mandar incendiar Fórum de Itaberaí, GO

O advogado Luís Martins Neto informou por telefone que é inocente e que a única coisa que o liga ao caso é o fato de já ter defendido o outro homem condenado pelo incêndio, André Oliveira dos Santos. O G1 tentou contato por telefone com a defesa de André, mas as ligações não completaram.

Luís Martins foi condenado a 6 anos de prisão. Já André foi sentenciado a 5 anos e 4 meses. As prisões devem ser cumpridas em regime semiaberto.

O incêndio aconteceu no dia 2 de janeiro de 2012. De acordo com o processo, o advogado Luís Martins pagou R$ 15 mil para que um grupo, no qual André também se encontrava, colocasse fogo no prédio e destruísse um processo relacionado ao tráfico de drogas no qual ele atuava.

As investigações mostraram que no dia do crime, o advogado buscou André e o levou até o Fórum, mostrando onde ele deveria atear fogo. O homem, então, pegou uma garrafa plástica para jogar líquido inflamável na sala e colocou fogo. Porém, na ação, deixou o celular cair.

Com o aparelho, a polícia conseguiu, então, chega até André. No celular também tinha uma ligação com o nome “advogado”, no qual o número era de Luís Martins.

O advogado afirma que já defendeu André em outros casos, mas que não tem qualquer ligação com o incêndio no Fórum. “Não fui informado ainda dessa decisão, mas vou recorrer. O processo tem uma série de irregularidades. O autor era meu cliente e tinha meu número de telefone, é a única coisa que me liga ao caso. Mas estou tranquilo que, ao final, a Justiça vai chegar à verdade”, afirmou.

Fonte: G1 GO

Sobre Eduardo de Carvalho

Avatar
Eduardo de Carvalho é diretor geral do Portal da Época.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.