Home / Destaque / Bruno Braz terá a chance de devolver ao Parlamento Inhumense à credibilidade que jamais poderia ter perdida por sucessivos escândalos de corrupção

Bruno Braz terá a chance de devolver ao Parlamento Inhumense à credibilidade que jamais poderia ter perdida por sucessivos escândalos de corrupção

Por Eduardo de Carvalho

Bruno Braz será o próximo presidente da Câmara Municipal de Inhumas (Foto: Perfil do Facebook do vereador)

O vereador Bruno Braz (PDT) assumirá a presidência da Câmara Municipal de Inhumas em janeiro de 2019,  onde permanecerá diante do parlamento municipal até dezembro de 2020 e, diante de eventual impedimento do prefeito ou do vice em comandar a prefeitura, Bruno Braz é o primeiro na linha sucessória.

Braz foi eleito com o apoio de 10 vereadores e a eleição para escolha da Mesa Diretora com mandato para dois anos (2019/2020), foi antecipada para junho, motivo pelo qual o vereador Edvaldo Junior (PSB), entrou na justiça com pedido de liminar para tentar suspender os efeitos da eleição, porém, sem sucesso. Em breve, a justiça estará analisando o mérito da ação.

O futuro presidente assumirá um parlamento com a credibilidade abalada após sucessivos escândalos de corrupção,  que se tornou  manchete em todo o Brasil. Sua principal  missão é buscar  resgatar o respeito e a credibilidade da Câmara Municipal de Inhumas perante a sociedade Inhumense.

Não será uma tarefa fácil, porém, com seu conhecimento adquirido pelo fato de  já está em seu segundo mandato, juntado as trapalhadas por parte de alguns de seus antecessores, acredito que se empenhará para não cair no mesmo abismo de irresponsabilidades.

Folha de pagamento inchada

Nos últimos anos, a quantidade de cargos comissionados vem aumentando assustadoramente a números exorbitantes;  é tanta gente trabalhando em um espaço físico  tão tímido que, para população que busca atendimento a um vereador em seu gabinete, pode até encontrar dificuldade de acesso.

Vamos aos números que são de  impressionar: Em maio de 2013, a folha de pagamento continha 52 nomes, entre vereadores; servidores concursados e comissionados; em maio de 2014, 55 nomes, dentre eles, 36 comissionados; em maio de 2015, 52 nomes, dentre eles, 32 comissionados; em maio de 2016, 65 nomes, dentre eles, 33 comissionados;  em  maio de 2017, 83 nomes, dentre eles,  50 comissionados.

Os números não param de subir. Em  maio 2018, entre vereadores, servidores concursados e comissionados, o número de elementos da folha de pagamento chega a 93, dos quais 58 são comissionados; pegamos como amostra, apenas o mês de maio dos referidos anos, todavia, esses números mudam de um mês  para o outro, as vezes para mais ou para menos, a exemplo do mês 12/17, que passaram de 100.

Diante de tanta gente contratada, como explicar o empréstimo de uma servidora concursada da Prefeitura de Inhumas, que está à disposição da Câmara Municipal desde julho de 2017, sendo custeada pela prefeitura, para exercer a  função de copeira da Câmara.

Segundo dados da folha de pagamento do mês de novembro de 2018, a Casa de Leis dispõe de cinco copeiras a disposição 8 horas por dias, de segunda a sexta para servir  cafezinho aos vereadores, servidores e visitantes. Será que existe demanda de trabalho para cinco copeiras o dia todo?

Como explicar dentro do Regimento Interno da Casa, o fato de alguns vereadores terem três assessores e outros somente dois ou um? Seria algum tipo de privilégio para alguns ou o quê?

A sorte está lançada. Com muita sabedora, trabalho, empenho e pulso firme, Bruno Braz que administrará em torno de oito milhões em dois anos, terá a chance talvez impar, de devolver ao parlamento, a credibilidade que jamais deveria ter perdido perante a sociedade.

A análise deste artigo foi tão somente em relação a gastos com pessoal. E todos os dados utilizados são oficiais e de domínio público amparado pela Lei da Transparência e da Informação colhidos no próprio site da Câmara Municipal de Inhumas e do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO).

 

Sobre Direto da Redação

Veja Também

Dois presos são encontrados mortos no Presídio de Itaberaí

Espalhe por ai: Segundo Administração Penitenciária, caso foi registrado na Polícia Civil, que deve apurar ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.