Home / Destaque / Parentes de presos reclamam de condições precárias da Unidade Prisional de Inhumas

Parentes de presos reclamam de condições precárias da Unidade Prisional de Inhumas

Por Eduardo de Carvalho

Foto: reprodução de vídeo do Facebook

Nesta quarta-feira (31), no período da tarde a reportagem do Portal da Época  foi solicitada por algumas mulheres que são parentes de detentos que se encontram na  Unidade Prisional de Inhumas, com o intuito de denunciar, segundo elas,  as más condições do presídio.

“Meu esposo está aqui na Unidade Prisional e nós queremos reivindicar nossos direitos, porque as condições estão precárias; onde eles ficam, as paredes estão caindo, é barata, é rato; sem falar que quando agente traz a Cobal, eles não deixam entrar frutas, não sei o porquê, então, nós estamos muito revoltadas (…) a Xepa, a comida que vem para cá vem estragada; nós queremos os nossos direitos” relata a esposa de um detento.

“Tenho aqui o marido e um filho, hoje eu trouxe um torresmo e uma pamonha e não entrou, um dia entra outro dia não entra; os presos estão dormindo sentado porque tem goteira, os colchões deles estão fedendo; é rato é barata e a alimentação deles é péssima”, reclama esposa e mãe de detento.

Segundo a esposa de outro preso, ela sempre traz a alimentação que consta na lista da Cobal e às vezes não entra, “hoje eu trouxe um bolo, igual eu trago toda semana e hoje não entrou”.  As  mulheres também reclamaram das  condições de saúde de alguns detentos  que estariam   enfrentando dificuldades para receber tratamento adequado.

RESPOSTA DA DIREÇÃO DA UNIDADE PRISIONAL DE INHUMAS

A reportagem foi recepcionada pelo diretor  da Unidade Prisional de Inhumas, Higor de Oliveira Brito e pelo Supervisor Administrativo Marcos Vinicius T. Lôbo.

Segundo o diretor, “o prédio da Unidade Prisional de Inhumas tem mais de 50 anos  e foi projetado para funcionar uma escola, hoje estamos com  124 detentos, sendo que 112 no regime fechado e 12 no semiaberto, onde deveria acomodar no máximo 40”.

O diretor relata ainda que em março deste ano, trocou todo o telhado do presídio e inclusive imagens fotográficas  da obra. No tocante a alimentação, a reportagem acompanhou a chegada  da “janta” oriunda de uma empresa situada em Anápolis e que distribui alimentação para várias unidades prisionais no estado.

A comida é armazenada em caixas térmicas que mantém a temperatura ideal. O diretor da Unidade Prisional fez questão de abrir um marmitex e apresentar a reportagem, onde o mesmo rechaça a reclamação de que estaria servindo comida estragada.

Sobre a questão das frutas que segundo familiares não estariam entrando no presídio, o diretor esclareceu que desde a semana passada já estava aceitando a entrada das frutas e que inclusive todos os dias junto ao almoço, os detentos recebem uma fruta.

Por fim, apresentando “Atas de Atendimento” médico, o diretor Higor de Oliveira negou que os presos não estariam recebendo atendimento médico.  “Como você pôde comprovar pelas atas, temos atendimento aos detentos três vezes por semana com clínico geral e duas vezes por semana com psicólogo”.  

A direção informou ainda que em casos mais sérios, os detentos são encaminhados para a UPA ou clínicas para realização de exames.

Sobre Direto da Redação

Veja Também

Presos torcedores suspeitos de perseguir, espancar e matar rival esmeraldino na Av. Perimetral

Espalhe por ai: Membros do Esquadrão Vilanovense seguiram um grupo de torcedores do Goiás e ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.